Füssen | Dachau | Munique

Durante os quatro dias que estive na Alemanha tive a oportunidade de conhecer três lugares: Füssen, Dachau e Munique!
Munique foi onde eu me hospedei e o que eu tenho pra dizer sobre ela é que é o lugar ideal para se viver. Tem tudo o que a gente precisa de uma cidade grande mas com a qualidade de vida de uma cidade pequena! Além disso, os habitantes de lá, diferentes dos de Praga, são super simpáticos! Lá eu andei bastante pelo centro e fui ao Museu do Brinquedo…infelizmente não deu tempo de fazer mais do que isso, mas mesmo assim foi ótimo!
Em Dachau, fui apenas para conhecer o Campo de Concentração (no qual eu não quis postar muitas fotos pois são chocantes demais) e este com certeza foi o “passeio” mais triste que já fiz na vida! O clima de lá é pesado, sufocante, indescritível!
Já em Füssen (uma pequena cidade nos alpes há duas horas de Munique) eu fui especialmente para conhecer o castelo de Luís II…pra quem como eu já estudou um pouquinho da história da arte, do design e da moda, foi formidável  ver  de perto cada detalhe do castelo por dentro (no qual não é permitido tirar fotos). É cada ornamento, cada surpresa…fora a paisagem do lugar em si. Sai de lá apaixonada e louca para voltar!

Destino é Roma!

Sim eu sei, eu não sou uma blogueira muito dedicada e muitas vezes acabo abandonando o blog. Mas acontece que quando viajo, quero aproveitar o máximo os lugares e no fim do dia acabo tão cansada que a última coisa que eu penso é em ligar o computador! Hehe Vocês me entendem? Ou pelo menos me perdoam? Afinal, não é todo dia que fazemos viagens como esta, não é mesmo?
roma
Mas voltando ao que interessa…depois da Alemanha eu fui pra Itália (de busão haha) e fiquei 5 dias em Roma. E este então foi meu último destino na Europa!

Dubai impressões de lá

Eu já estou de volta faz um tempinho meninas, só que as coisas andam bem enroladinhas por aqui! Por isso, quem quiser me acompanhar diariamente me sigam noTwitter ou no Instagram, ok?
Mas continuando as postagens sobre as viagens que fiz nestas férias…
Antes de Praga eu passei um dia em Dubai e depois de Roma eu passei mais quatro dias em Dubai e só então voltei para o Brasil. Mas daí vocês me perguntam “Por que tantas vezes Dubai, Mayara?”. É simples, meu irmão mais velho trabalha na Emirates e eu entro no benefício familiar dele, então toda vez que viajo com este benefício eu tenho que passar por Dubai, pois todos os vôos da companhia partem para lá ou saem de lá, entendem? Portanto se preparem  pois  à partir de agora eu vou bater cartão nos Emirados Árabes Hahaha #brincadeira 
Vamos as fotos?
As dicas que eu tenho sobre este lugar maravilhoso são as mesmas da primeira vez que eu estive por lá e que vocês podem ver de novo
A única coisa que eu quero acrescentar é que, quem for a Dubai e fizer o safari no deserto, aconselho a escolher uma companhia de nome conhecido. Da primeira vez eu fiz com uma qualquer que eu catei num folhetinho de rua e até que foi bem legal (afinal, era novidade para mim), mas desta última vez eu fiz este passeio com a Emirates e foi mil vezes melhor! O valor é um pouco mais alto mas vale a diferença, pois tudo no safari da Emitares tem mais qualidade, não dá nem pra comparar!

Férias e Trabalho: como conciliar

Pode parecer estranho eu vir falar de trabalho em plenas férias mas não deu 3 dias para eu me tocar que eu estava trabalhando normalmente. A única diferença é que eu ando na praia e tomo água de coco e a paisagem é outra.

Alguns podem dizer que é mania de pobre. Uma vez trabalhadora, sempre trabalhadora. Outros, mania de businesswoman, sempre buscando negócios em todo lugar.

Eu não sei dizer o que é.

Bem, na verdade eu sei.

Férias E Trabalho

Eu sou o meu trabalho. Eu não simplesmente estou trabalhando, eu sou o trabalho não importa onde eu vá.

Aqui no hotel já atendi dois pacientes tomando café da manhã. Claro que nem cobrei. Por puro prazer de atender. Um caso de torção de tornozelo e um garoto com caxumba. “Você é médica?” Sou. O tempo todo, 24 horas do dia. Mesmo sem exercer profissionalmente há mais de 5 anos.

E no almoço, outra conversa me colocou a cabeça para funcionar em outros negócios. E as férias terminaram de vez. E o expediente começou. Com pausa para uma massagem que ninguém é de ferro, mas o olhar já era outro.

E que prazer!

Como eu adoro o que eu faço.

Inclusive blogar, porque eu não parei de blogar desde que cheguei.

Eu desejo do fundo do coração que todos vocês possam exercer os trabalhos que vocês mais gostam. Essa coisa de não trabalhar não é bom. O trabalho deixa a mente esperta, a gente fica feliz, realizada. Espero sinceramente que possam fazer o que gostem, sinceramente mesmo.

Quando a gente faz o que gosta, nem se importa de trabalhar nas férias, porque o prazer de realizar coisas é enorme.

Interiores do Brasil: Cavalgadas e muito mais.

Gente, acabei de voltar e quis vir compartilhar com vocês. A sensação é maravilhosa.

Eu nunca tinha andado de buggy na praia. Vim andar aqui em São Miguel do Gostoso com os amigos que fiz por aqui. E não foi a passeio. Foi como meio de transporte normal.

Aqui se anda de buggy pela praia porque o caminho é mais perto para ir de um lugar para outro. Enquanto pelo asfalto às vezes são 25 km, pela praia cai para 7, 8. O único cuidado é ficar esperto com as marés: se a maré está cheia a praia some em alguns lugares. Então tem que ficar de olho na Tábua de Marés.

Pois bem, comprei o buggy ontem.

Nunca ia imaginar que hoje iria colocá-lo na areia.

Gente, eu que mal tinha andado de buggy de carona me vi dirigindo no meio da praia, subindo e descendo dunas (tudo bem que foram pequenas, mas poxa, meu primeiro dia). Entrando e saindo das praias sem fazer o buggy morrer. Fazendo bonito.

Nossa! A sensação é incrível!

O buggy chacoalha demais. E a gente tem que segurar firme na direçãozinha pequena para manter o carro andando em linha reta.

E você vai solta dentro do carro. Se virar, babau.

Caramba, eu tinha filmado um pessoal de jipe hoje de manhã na praia para mostrar para vocês, um comboio lindo, mas o filme não saiu legal. E logo à tarde, nunca poderia imaginar que eu é que estaria sendo filmada.

Cavalgadas no interior

Eu adoro andar de jipe e minha experiência com o jipe ajudou, eu acho. Mas o buggy é muito legal!

O título do post é Cavalgada porque hoje teve uma cavalgada de comemoração do aniversário da cidade. Juntou tudo que é meio de transporte para seguir o caminho. Eles se juntaram às 7 da manhã, inviável para mim. Assim, quando me convidaram para ir pela praia encontrar a cavalgada numa cidade para frente eu topei. Fui atrás de outro buggy.

A maré já estava enchendo e a gente teve que andar meio de lado na areia fofa e meio na linha d’água, bem inclinado. Tanto que a volta foi pelo asfalto.

Pessoal, fico feliz de poder compartilhar isso com vocês. E queria voltar a dizer, desculpe se insisto na mesma tecla sempre: não tenham medo de viver e de ser feliz. Busquem a Felicidade, de verdade. Por favor, não se contentem com pouco.

Forró, Areia e Lagoa

E a vida vai indo mansa aqui em São Miguel do Gostoso, ou como é carinhosamente chamada de Gostoso.

Estou num lugar chamado Gostoso onde tudo é gostoso: a comida, a praia, o céu, o vento, o mar, a conversa, o sol, o povo. O lema da cidade e que está escrito na placa na entrada da cidade é: “Aqui se faz gostoso”.

Forró, Areia

Esta semana que passou foi meio atípica. Foi o 15o. aniversário de independência política da cidade e foi toda de comemorações, com festas, jogos, torneiros, concursos de calouros e muito forró. A semana toda teve festa e a cidade não ficou tão tranquila assim.

Eu não consegui ir às comemorações por estar muito estafada ou estar em outros compromissos, porém, no último dia do último forró eu fui arrastada. Cheguei no fim da festa e tentei dançar. Minha tentativa foi frustrada e constatei que não tenho um molejo tão bom assim, para forró, pelo menos. Mas como não sou de desistir, vou ser obrigada a arrumar um professor bem interessante (leia-se bonitão) para me ensinar e ter muitas e muitas aulas de dança agarradinha. Que desagradável.

Hoje atolei com um buggy emprestado na areia fofa lá na praia de Tourinhos. Fui eu e uma amiga que conheci aqui na pousada. Meu buggy foi para o mecânico fazer uma revisãozinha e eu peguei o do cara emprestado para passear e enfiei o carro num caminho na areia e fiquei. Me senti uma porcaria. Na verdade, achei o buggy uma porcaria. Meu jipe nunca ficaria parado lá. O buggy morreu! Achei o fim da picada e lógico que a culpa não foi minha. Lógico.

Cavei em volta das rodas, coloquei pedaços de pau e nada. Não saia de jeito nenhum. Só saiu quando 5 pescadores empurraram o treco para fora. (Tenho certeza que o MEU buggy não ficaria atolado  )

Já na trilha de areia dura, achamos uma lagoa de água superazul e fomos tomar banho. “Dilicia”. Não fiquei mais porque os peixinhos ficavam me mordendo. Tirei um monte de fotos e minha amiga quis tirar fotos de mim. Eu falei: ahh, não, estou de biquini! Ela disse: imagina, tenho um truque. Você joga a bunda pra trás e o corpo pra frente e a barriga some! Põe a perna pra frente que disfarça e joga a bunda pra trás!

E lá fui eu tirando foto e fazendo pose com a perna pra frente, corpo pra trás, bunda jogada, peito pra frente e rindo.

Devo dizer que o resultado, de fato, disfarça o corpo. Mas é tão engraçado e estapafúrdio aparecer numa foto numa pose dessas se você não está num catálogo de gosto duvidoso, que já classifiquei as fotos no meu álbum particular para serem exibidas depois da minha morte, uns 50 anos após.

Esta é a única foto publicável de minha passagem pela praia de Tourinhos. Eu não estou fazendo pose. E sim, eu uso bloqueador solar fator 50.

Moda praia para homens na suas viagens

Estou gostando o seu blog. Muito legal mesmo. Bem escrito.
Post tbm tá bem legal.
Tudo bem q é para mulher, adoro saber dos assuntos alheios.
Mas ainda bem que para homem, uma bermuda e um pé calejado para andar na calçada são o máximo.
até

Recebi esse simpático comentário do Vinícius e não pude deixar de escrever minhas impressões.

Pensando nos adoráveis representantes do gênero masculino, eu só tenho para falar que em relação a moda praia para eles: quanto menos, melhor.

Ou seja: o Vinícius está certo, uma bermuda é suficiente. Acompanhada de um certo bronzeado.

Um par de óculos escuros e um boné também pode.

Uma camiseta para ser usada fora da praia deve ser usada, porque sem camiseta, só na praia. É o mesmo conceito para as mulheres: quem quer mostrar seus atributos, vai para a praia.

Calça compridas só se estiver frio, e de preferência de tecidos leves e cores claras. O corte pode ser largo, amarradas na cintura. Para usar a noite.

Agora, se quiser arrasar com as mulheres, use camisas de algodão levinhas, meio abertas e com as mangas enroladas. Ai, ai.

Camisetas sem mangas também são conhecidas como “mamãe tô forte”. Elas são horríveis e bregas. Vocês não precisam usá-las. Pode deixar que a gente sabe ver se vocês estão fortes ou não através de outras peças de roupas.

Camisetas furadinhas também não. Vale o que escrevi acima.

Em relação a agasalhos na praia, moletons e malhas ficam superbem. Principalmente se vocês nos oferecem quando estamos com frio. É supergostoso usar uma malha de homem larga.

E speedos? Ahh. Difícil… São poucos os homens que ficam bem de speedos sem parecerem vulgares ou horrorosos. Tem que estar com o corpo em dia. Tem que estar com o bronzeado em dia também. E tem que ter uma postura elegante para não parecer garoto de programa fazendo michê na praia. Por isso, as bermudas não tem erro. Na dúvida: bermudas.

E uma dica sobre bonés e camisetas: cuidado com o que está escrito em seu boné ou camiseta. As frases e marcas que você expõe falam muito sobre você. Ou você usa peças neutras, que não têm erro, ou escolha bem as mensagens que você quer passar, pois será julgado por elas.

E sapatos? Bem. na praia é quando os homens podem usar sandálias a vontade. Havaianas, de tiras de couro, o único cuidado é para não usar aquelas que parecem que você roubou do seu avô. Tênis ficam bem a noite e mocassins para ocasiões mais formais. E de preferência, sem meias, para a gente ver o bronzeado do tornozelo.

Acessórios. Bem, tem uns caras cujos únicos acessórios são umas lindas tatuagens. E não precisam de mais nada. Tem outros que usam brincos. Brincos são legais mas têm que combinar com o conjunto. Eu gosto, mas o que vale é o quadro geral harmônico. Pulseiras de couro, fitinhas, também valem. Bem másculas, é claro. Anéis de prata e colares dependendo do porte de quem usa fica lindo. O importante é o cara estar a vontade com os acessórios, como se não estivessem alí. O acessório bem usado é aquele que se funde com a personalidade do homem, como se tivesse tudo a ver ele estar usando. O que não destoa, só complementa. Os acessórios para as mulheres chamam a atenção para si, se destacam. Para os homens, eles devem se fundir com o visual, não se destacar.

Bem, meninos, espero que tenha ajudado.

Vejo vocês na praia!

Minhas Férias em São Miguel do Gostoso

Estou indo para São Miguel do Gostoso, Pousada do Gostoso, em Março de 2009.
Queria te pedir a gentileza de me contar o que achou da cidade, das praias!
Quero descansar, tomar sol, agua de coco, comer peixe, camarão e relaxar.
Vou sozinha.
Moro em São Paulo, capital.
Um abraço
Obrigada

Eu amei São Miguel do Gostoso assim que cheguei.

A cidade é bonitinha como uma cidade pequena do interior. Calma, tranquila, agradável.

Tranquila?

Bem, Apenas enquanto não está tendo uma de suas festas. E que cidade festeira! Tem uma praça na praia onde junta o povo todo para dançar, ouvir música e comemorar tudo. Barraquinhas de guloseimas para ninguém ficar com fome.

O comércio é bem legal: sempre tem onde ir. Os restaurantes e bares nunca fecham ao mesmo tempo e você pode passear todo dia em um lugar diferente. A comida é deliciosa. Eu sugiro pegar um dos folhetos com a lista de restaurantes e ir um por um.

As lojinhas são uma graça. Mulheres adoram. Eu adorei.

A praia geralmente está vazia. Você vê uma pessoa aqui, outra acolá. O sossego é enorme. E os barzinhos na praia tem petiscos muito bons.

O centro de São Miguel é pequeno e dá para andar a pé numa boa. Mas para passear para Tourinhos ou outros lugares você tem que contratar passeios ou um buggy (fale com o Pedrinho). Vale a pena conhecer o Reduto e as rendeiras e a Lagoa de lá.

Eu adoro o povo de Gostoso. Gente muito boa e simpática. Mesmo viajando sozinha nunca me senti só pois sempre tinha alguém para bater um papo.

Eu fiquei hospedada na Pousada dos Ponteiros e considero lá meu lar em Gostoso até poder construir minha casa. Outro lugar que adoro ir é na Madame Chita, uma creperia com butique também no Maceió.

Meu conselho para quem vai para Gostoso é sair andando pela praia, pela cidade e ir conhecendo tudo. Conversar com as pessoas.

Um pulo no Dr. Wind pela praia e ver o por do sol de lá é bem legal.

Bem, eu escolhi Gostoso para morar e só não estou lá agora por força do destino. Mas um dia, eu vou. Ah, se vou!

Uma dica em relação ao que levar: roupas leves porque lá é quente. Mas a noite talvez você precise usar um agasalho leve por causa da brisa. Muito protetor solar e depedendo de onde for, um repelente de insetos.

Aproveite sua estadia em Gostoso e depois nos conte como foi!

BABY SHOWER O QUE É

Meninas, nesse último sábado minha amiga Mariana Nogueira preparou uns dos baby showers mais lindo que eu já fui, tudo para comemorar junto com a família e algumas amigas a chegada do Felipe. A Mari tem um gosto super apurado, moderno e cheio de personalidade. E foi nesse estilo que ela mesma decorou e pensou em cada detalhe fofo!

BABY SHOWER

O tema foi “patinhos”, sou apaixonada pelos tons que levam essa decoração – amarelo e azul – e o resultado final ficou completamente diferente de tudo que já vi com esse tema! O bolo foi criando com o efeito espatulado – super atual pra quem quer sair um pouco da famosa pasta americana – e deu a impressão de leves ondinhas que compôs com todo o clima da mesa! As flores (muuuitas flores) puxando para os tons branco e verde para mim são sempre as mais lindas e delicadas! Como sei que vocês amam ver os detalhes, coloquei um monte de fotos!

Os balões de gás hélio, forminhas e objetos de decoração são todos da Dona Felipaloja em que a Mari é dona e que tem muuuuita coisa legal -. Foi lá que comprei as forminhas do meu aniversário também e acho hoje um dos melhores lugares pra comprar artigos de festa, tem muitas opções lindas! Vou por o endereço aqui embaixo pra quem se interessou:

Opinião: Antes de mais nada, eu gostaria de te parabenizar pelas duas novas alegrias em sua vida, eu que também sou tia, sei o quanto é infinito, puro e incondicional o amor que descobrimos com o nascimentos deles, a alegria é infinita.
E o blog a cada dia que passa esta mais lindo e atual, adoro acompanha-lo diariamente, e a cada dia que passa meu carinho e admiração por vc aumenta, pelo lindo e competente trabalho que vc faz, que eu tenho certeza que é com muito amor e dedicação. Adoro vc.
Já faz um tempinho que eu lhe escrevi, lhe fazendo um pedindo, que quando vc tivesse algumas peças que não usasse mais, se vc poderia doar pra mim e para minhas 2 irmãs, e também no caso da linda calça de couro da Andrea Bogosian , que vc me disse que se encontrasse alguma parecida…poderia comprar, e no caso eu até encontrei uma parecida com ela, estou enviando o link do site pra vc ver, mas no site da marca ela esta pela metade do preço, mas por favor perdoa-me eu não estou fazendo nenhuma cobrança, minha admiração e respeito por vc é genuína ,de graça e sem nenhum interesse,meu respeito e carinho por vc estará sempre em primeiro lugar, te adoro.

BABY & KIDS NA ZEROADEZ

Quem me acompanha a mais tempo sabe que desde o início eu sempre priorizei falar de diversos assuntos aqui no blog, e  por mais que o foco maior seja moda e looks, acho muito importante trazer outras dicas, outras ideias e coisas que não necessariamente são moda, mas que também fazer parte do meu dia-dia.

BABY & KIDS

Semana passada fui na ZeroaDez comprar um presente de bebê pra filhinha de uma amiga e aproveitei pra escolher um monte de peças lindas e fotografar pra vocês.

Quem já é mamãe ou está grávida, ou simplesmente ama esse universo como eu, sabe que hoje em dia a oferta é muito maior, as lojas no geral estão cada vez mais lindas, as roupinhas cheias de detalhes, muita coisa veio para facilitar nossa vida e outras pra deixar a gente doida de vez, de tanta vontade que dá de comprar! Eu sou apaixonada pela Zero a Dez desde sempre, compro muitos presentes lá e inclusive quando era mais nova – há 15 anos atrás – usava roupas de lá, hahaha! Tão bom ver que o tempo passa e alguma coisas continuam nos agradando desde sempre, né??

 

Albúm de fotografia mais lindo! Amei esse detalhe da “fralda” fechando ele.

Gente, juro fiquei enlouquecida e olha quem eu mesma nem tenho baby ainda! A loja tem tuuudo para montar o enxoval do bebê, não fica nada de fora: conjunto de maternidade, mantas, mala, bolsa de bebê, macacão de malha (agora eles vendem a linha da Baby Cottons que pra mim é a melhor malha do mundo), fralda de boca, fralda de ombro, toalha….Enfim, é para pirar qualquer mamãe. Sem falar na linha kids com roupinhas, laços, tiaras, sapatos, shorts de banho. Tem tudo mesmo! Para os babys as golinhas bordadas e com destalhes também são um caso a parte. Quem quiser depois pode até personalizar com as iniciais do bebê que fica maravilhoso!!